Resultados da sua pesquisa

Estilos de decoração: descubra agora o seu!

Postado por construtora em janeiro 27, 2020
| blog
| 0

Todos os estilos de decoração têm seu charme e podem ser aproveitados em ambientes distintos. Apesar disso, sempre há um elemento que chama mais a nossa atenção: um móvel com design marcante, um arranjo que lembra tempos passados ou uma combinação de cores que revela traços de personalidade.

Para muitas pessoas, é fácil definir um grupo de coisas que agradam o olhar. O desafio está em encontrar um tema que englobe todas as preferências de maneira harmônica. Pensando nessa dificuldade, trouxemos uma lista com diferentes estilos para mostrar as características e pontos positivos de cada um.

Acompanhe o post para descobrir qual deles mais combina com seu perfil e arrasar na decoração!

Clássico

Destaca-se pela riqueza de detalhes que deixam o ambiente com ar sofisticado. Esse estilo costuma ser composto por mobiliário e objetos herdados de família.

Principais características:

  • peças volumosas: elementos estofados, tapetes amplos, cortinas pesadas;
  • móveis grandes, ornamentados e trabalhados em linhas curvas;
  • tons claros nas principais superfícies e cores fortes (vermelho, azul, verde) em detalhes para criar contraste;
  • acessórios requintados: espelhos e porta-retratos com molduras elaboradas, grandes lustres e castiçais, esculturas e arranjos de flores;
  • acabamento de qualidade: pisos de madeira ou mármore, paredes com revestimento em tons de cobre ou dourado.

Outro estilo com inspiração no clássico e que traz uma pegada mais feminina é o romântico. Para trabalhá-lo, a dica é apostar na suavidade dos tons pastel e das estampas com flores e arabescos.

Moderno

Tem como princípio básico a funcionalidade. Diferentemente de muitos estilos de decoração, mantém os objetos e acessórios em segundo plano para dar lugar à simplicidade. Não é à toa que um ambiente moderno pode ser considerado atemporal e adequado a diferentes épocas.

Principais características:

  • cores claras e neutras: muito branco, bege, preto e variações de cinza;
  • materiais leves e transparência: vidro e aço inoxidável são os preferidos;
  • predominância de linhas retas, principalmente no mobiliário;
  • poucos itens decorativos: quanto menos, melhor;
  • abundância de luz natural (à noite, a iluminação é branca, fria);
  • aproveitamento máximo do espaço: prioridade para móveis multiuso ou embutidos, que facilitam a organização;
  • ambientes amplos e integrados: ausência de divisórias e de elementos que prejudicam a continuidade visual.

Com sua atmosfera clean, o estilo moderno deu origem à estética minimalista, na qual cada peça tem sua utilidade e não apenas função decorativa.

Industrial

Teve origem nas residências nova-iorquinas de 1950, muitas delas instaladas em antigas construções de fábricas e frigoríficos. A aparência rudimentar mantida nos ambientes internos dos velhos prédios — também conhecidos como lofts — é a base do estilo industrial.

Principais características:

  • estruturas e instalações aparentes: cobertura, vigas, colunas, tubulações e cabos ficam visíveis para manter o aspecto de indústria;
  • valorização da tonalidade e textura original dos materiais utilizados nos pisos e paredes (geralmente madeira, tijolo e concreto);
  • toques de cores divertidas nos detalhes: pode ser um painel vermelho, um abajur amarelo ou almofadas em tons de violeta;
  • layout funcional: ambientes integrados, sem excesso de divisórias. Se tiver pé-direito duplo, pode ser interessante instalar um mezanino;
  • acabamento metalizado: em bandejas, esculturas, utensílios de cozinha, partes do mobiliário e equipamentos de iluminação;
  • eletrodomésticos como parte da decoração: cafeteiras, torradeiras, batedeiras, liquidificadores.

Rústico

Simples e aconchegante: esse é o estilo rústico. Por valorizar os elementos naturais, é o preferido daqueles que querem levar o clima bucólico da floresta para dentro de casa.

Principais características:

  • cores encontradas na natureza: todas as variações de verde e marrom;
  • muitos móveis de madeira: modelos de fabricação artesanal e com acabamento irregular são ideais;
  • clima intimista: garantido pelo uso de luz amarelada, que traz conforto visual;
  • objetos decorativos com personalidade, feitos à mão: cerâmicas, redes, cestos, colheres de pau, toalhas bordadas;
  • variedade de tecidos: tapetes felpudos, cortinas coloridas/estampadas, mantas e colchas de retalhos (patchwork),
  • revestimentos naturais: parede de tijolinho, mural de pedras, piso com madeira de demolição;
  • vasos com plantas, especialmente folhagens.

Vintage

É um dos estilos de decoração mais elegantes por utilizar peças originais de décadas passadas (principalmente do período entre os anos 1920 e 1960). Representa algo clássico, de qualidade.

Principais características:

  • predominância de cores neutras e de tons pastel: branco, bege, lilás, azul-turquesa e rosa queimado, tanto nas paredes quanto no mobiliário;
  • padrões geométricos e estampa floral: aparecem nos tecidos (cortinas, capas de almofadas, toalhas) e papel de parede;
  • móveis antigos de madeira: especialmente modelos com formato arredondado, detalhes esculpidos e pés de palito;
  • acessórios e objetos antigos: melhor ainda se aparentarem desgaste;
  • iluminação indireta e aconchegante: lâmpadas de luz amarelada, velas e luminárias em diferentes áreas do cômodo.

Temático

Todos os estilos inspirados no modo de viver de outras culturas ou que remetem a um tema específico são denominados temáticos. Trouxemos alguns exemplos para você ter uma ideia das variações e ampliar o leque de possibilidades:

Tropical

Retrato do Brasil, alia o frescor da natureza às cores intensas do verão. Nesse tipo de decoração, é comum o aproveitamento de todas as aberturas para valorizar a iluminação natural. Materiais como madeira, bambu, vime e palha são os preferidos, bem como estampas inspiradas em flores, folhas e frutas.

Se tiver uma temática náutica, o estilo tropical deixa as cores cítricas (verde e laranja) de lado para seguir a paleta de branco + azul + vermelho. Para complementar os ambientes, vale usar elementos que lembrem o mar, como conchas, âncoras, remos, réplicas de barcos, cordas e até aquários.

Oriental

Preza pela harmonia e equilíbrio e pode misturar itens de diferentes culturas orientais. Tons suaves, como branco, verde-claro e cinza são importantes para trazer sensação de paz. Móveis baixos e envoltos por futons e almofadas são comuns, assim como o uso de divisórias leves, que permitem modificar o layout dos ambientes.

Para decorar, são utilizados símbolos do budismo, como estátua de buda, flor de lótus e desenhos de peixes dourados. Elementos que representam a natureza também são bem-vindos, como fontes d’água, arranjos florais e jardins internos.

Escandinavo

Compõe ambientes simples, minimalistas e com visual contemporâneo. Assim como o estilo rústico e tropical, valoriza os elementos naturais. As plantas aparecem nas áreas externas e internas, em vasos no chão ou em arranjos sobre os móveis.

Outra característica é o predomínio de linhas retas e de materiais orgânicos, como couro e tecidos de lã, linho e algodão. Como na região da Escandinávia os dias são curtos, o uso do branco para clarear e refletir o máximo da luz natural é justificável. Tonalidades mais fortes e chamativas só aparecem nos pequenos acessórios, que são poucos.

E aí, conseguiu descobrir sua opção favorita entre os estilos de decoração apresentados? Perceba que muitos utilizam soluções semelhantes e que podem ser reaproveitadas toda vez que você resolver mudar o visual dos ambientes.

FONTE: http://blog.lineabrasil.com.br/estilos-de-decoracao-descubra-agora-o-seu/

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.


CAPTCHA Image
Play CAPTCHA Audio
Reload Image
  • BUSCAR IMÓVEL

    Mais opções de busca
  • Arquivos